Guia definitivo para começar na carreira

Corretor de Planos de saúde: Guia definitivo para começar na carreira

A profissão de corretor de planos de saúde exige tempo e dedicação, como em qualquer outro emprego. Para ter sucesso na área, você deve investir em métodos e estratégias adequados e eficientes.

Primeiro, estude sobre o mercado de corretagem voltado a  saúde para que assim você conheça tudo sobre a área. Estar atualizado é essencial para que você se destaque dos concorrentes e tenha acesso às oportunidades lucrativas.

A internet é uma grande aliada neste sentido, pois você pode acompanhar sites e blogs específicos do ramo, onde ocorre diariamente a publicação de conteúdos informativos de maneira gratuita.

Depois, lance mão das suas habilidades em comunicação para persuadir as pessoas a comprarem os benefícios que o plano de saúde oferece, além de fazer com que você alcance alta lucratividade e ótimas comissões.

A carreira de corretor de planos de saúde é interessante para pessoas que já estão no mercado de trabalho há bastante tempo e desejam mudar de profissão ou, então, ganhar apenas uma renda extra, e, até mesmo, para as pessoas jovens que estão iniciando sua carreira. É um setor bastante democrático.

Neste Guia, você saberá tudo o que precisa para iniciar a sua carreira de sucesso como corretor de planos de saúde, além de dicas imperdíveis sobre técnicas de marketing e de vendas.

O que é um corretor de seguros

Os corretores de seguros são pessoas físicas ou empresas especializadas em venda de seguros e devidamente autorizadas pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) para comercializarem os produtos das seguradoras.

Assim, o principal objetivo do corretor é analisar e avaliar os possíveis riscos em que o cliente está exposto para que, então, seja realizada a busca pela melhor opção de seguro e planos, levando em consideração a relação de custo e benefício para o cliente.

No Brasil, há 95 ramos de seguros classificados oficialmente e organizados em 17 grupos, a saber:

Aeronáutico: responsabilidade civil para aeronaves, aeronáuticos, de hangar.

Automóvel: roubo, acidentes, responsabilidade civil contra terceiros, DPVAT.

Cascos: riscos marítimos, aeronáuticos e de hangar.

Crédito: contra riscos comerciais e políticos e crédito à exportação.

Habitacional: contra risco de morte e invalidez do devedor e danos ao imóvel.

Marítimos: para operadores portuários, responsabilidade civil para embarcações.

Microsseguros: de pessoas, de danos.

Outros: seguros no exterior e de sucursais de seguradoras no exterior.

Patrimonial: incêndio, roubo de imóveis, residenciais, condominiais, empresariais.

Pessoas – Individual: vida, acidentes pessoais, prestamista, educacional

Pessoas – Coletivo: seguros coletivos de vida e acidentes pessoais, entre outros.

Riscos Especiais: riscos de petróleo, nucleares, satélites.

Riscos Financeiros: garantia de contratos e de fiança locatícia

Rural: agrícola, pecuário, de florestas e penhor rural

Saúde: seguros de saúde (plano de saúde complementar).

Transporte: riscos de transporte nacional e internacional de cargas.

Portanto, o corretor de planos de saúde é um corretor de seguro de saúde. Este corretor de seguros de saúde é um profissional capacitado e registrado nos termos da lei que fará a intermediação entre os segurados e as operadoras de saúde.

Esse profissional vende seguros de saúde, além de aconselhar e dar suporte técnico necessário aos clientes, explicando as apólices e facilitando o entendimento dos direitos e deveres de quem é segurado.

Perspectiva do mercado de planos de saúde

Os especialistas apontam que há a tendência de recuperação do mercado, com a expectativa de que um novo ciclo de contratações de planos de saúde ocorra já no primeiro semestre de 2020.

Segundo as previsões, com a recuperação do mercado de trabalho, novos vínculos de planos coletivos empresariais terão crescimento no país, além disso, o envelhecimento da população também impulsionará a busca por convênios médicos por conta da preocupação com a saúde e bem-estar.

Sem contar as alterações no ramo de Saúde Suplementar em que a Agência Nacional de Saúde possibilita que as operadoras de saúde constituam seus ativos financeiros, fazendo com que mais oportunidades sejam geradas e atuação das operadoras de saúde se fortaleça no Brasil.

Além disso, o Superior Tribunal de Justiça julgará este ano a validade do aumento das mensalidades de planos de saúde com base na faixa etária dos segurados, o que promete esquentar os debates e trazer mais visibilidade para o setor.

Como se tornar corretor

Toda pessoa que deseja ser corretora de planos de saúde deve ter cadastro na Superintendência de Seguros Privados (Susep) e realizar o curso de formação de corretores de seguros privados.

A Susep é o órgão responsável pelo controle e fiscalização dos mercados de seguro, previdência privada aberta, capitalização e resseguro, portanto, é o órgão que regulamenta e fiscaliza a profissão do corretor.

Já, o curso de formação tem como objetivo preparar o profissional para trabalhar na venda de produtos que integram a categoria de seguros de saúde, além de desenvolver atividades que estimulem a boa comunicação, afinidade com a área comercial e as atribuições específicas para atuar como corretor de seguros.

Após o curso de formação, o profissional deve comprovar a aptidão para atuar no setor e receber a carteira funcional.

Comissão do corretor de planos de saúde

Vender plano de saúde é um negócio rentável. Inúmeros corretores de plano de saúde conseguem obter uma ótima rentabilidade mensal, pois o mercado de plano de saúde está em expansão no Brasil.

O piso salarial do corretor de seguros é definido pelo sindicato da categoria em cada estado ou região do país, este piso é uma remuneração fixa, no caso dos empregados assalariados de corretoras, além de uma parte variável que são as comissões de vendas, gratificações e o adicional por tempo de serviço, o que faz com que a remuneração seja elevada, a depender do desempenho pessoal de cada profissional.

Veja o piso salarial de algumas capitais brasileiras:

  • Em São Paulo, capital, piso salarial é de 1.951,38, enquanto a média é de 2.138,06.
  • No Rio de Janeiro, o corretor tem piso salarial de 2.968,75, e média está no patamar de 3.252,75.
  • Na cidade de Belo Horizonte, o piso é 1.240,86, já a média salarial é 1.359,57.

Consultoria de planos de saúde

O setor de saúde é bastante diversificado e permite que o corretor de planos de saúde, também preste consultoria para pessoas jurídicas, por exemplo. É uma ótima oportunidade para alavancar suas vendas.

No entanto, para ser um bom consultor, você deve saber como funciona os tipos de planos e desenvolver os melhores argumentos para convencer o empregador de que contratar um plano empresarial é um ótimo investimento a ser feito.

Como vender planos de saúde

Independente de qual seja o produto a ser vendido, todo vendedor deve ter estratégia, além de empenho pessoal e profissional para conquistar o cliente e efetivar a venda.

No mercado de planos de saúde, não há nenhum grande mistério. Você, como corretor, deve ter atenção ao perfil de seu cliente e em quais as suas possíveis necessidades e desejos na busca de um plano de saúde.

Algumas dicas para vender plano de saúde:

  • Encontre novos clientes;
  • Seja um corretor empático;
  • Esteja sempre em busca de qualificação técnica, por meio de novos cursos e workshops, por exemplo;
  • Tenha paciência para entender o que seu cliente busca;
  • Tenha contato com outros profissionais da área;
  • Desenvolva um bom relacionamento com seu cliente.

Técnicas de negociação: Saiba como negociar com seu cliente

É o momento de utilizar toda a sua habilidade de persuasão e apresentar argumentos que sejam consistentes para concretizar a sua venda. Veja as técnicas para negociar e ter sucesso na venda.

Escute o cliente e conheça o perfil dele

Um erro comum do corretor de planos de saúde é ignorar o que o consumidor diz, não tenha tanta ânsia em fechar o negócio e empurre planos inadequados e que fogem às expectativas do cliente.

Ouça o discurso do cliente para que você extraia as informações mais relevantes para traçar o perfil dele, assim você conseguirá estruturar os argumentos de venda e direcionar o atendimento para suprir as necessidades dele.

Isso também fará com que o cliente se sinta valorizado e confie em seu trabalho, aumento ainda mais as chances de concluir a venda.

Conheça os planos de saúde

Um estudo prévio sobre o plano de saúde fará com que você esteja preparado para sanar quaisquer eventuais dúvidas do cliente e conquistar a confiança dele.

Reúna todas as informações relevantes sobre os tipos de planos de saúde, saiba os detalhes sobre o período de carência e reajuste, pois o cliente terá segurança de que você realmente oferecerá a melhor opção de plano de saúde para ele.

Use argumentos baseados em dados

Não use suposições nem argumentos baseados em achismo. Para convencer o seu cliente, você precisará apresentar fundamentos que sejam reais, estatísticos e confiáveis.

Crie senso de urgência

O corretor pode utilizar gatilhos mentais de urgência e escassez para ter o controle da negociação. Ao utilizar este artificio, o cliente sente que precisa tomar uma decisão rápida para não perder a oportunidade que é única, logo não a terá novamente.

Entretanto, é necessário que essa estratégia seja utilizada com cuidado e ética. Não faça falsas promessas, porque isso pode colocar sua credibilidade e marca em risco.

A venda precisa ser vantajosa para todas as partes. É importante que seu cliente esteja satisfeito e você possa fidelizá-lo, até para conseguir novos clientes, ter uma boa imagem e divulgação no mercado.

Erros mais comuns na venda de planos de saúde

Conhecer com profundidade a sua área de atuação, saber identificar os seus concorrentes e ter uma atitude positiva não é suficiente, se você cometer os erros a seguir:

1. Vender planos de saúde sem conhecer os benefícios:

Não conhecer a operadora nem os benefícios do plano de saúde é um grande erro que atrapalha as vendas, porque você demonstrará insegurança ao cliente, caso ele apresenta alguma dúvida sobre o serviço e você não saiba responder. Portanto, estude o plano de saúde, saiba todas as características e benefícios dele.

2. Não ter metas definidas para a carreira:

Não ter metas a curto, médio e longo prazo pode estagnar sua carreira e pôr fim em sua motivação profissional. Saber o que você deseja para sua carreira é um grande passo para ser bem sucedido.

Metas objetivas faz com que você trabalhe de forma mais focada e busque soluções de acordo com seus objetivos. 

3. Não vender o que o cliente precisa:

Não ofereça planos apenas no intuito de atingir sua cota ou ganhar uma comissão maior, sem levar em consideração as necessidades de seu cliente. Esta atitude pode ser vantajosa a curto prazo, no entanto, a longo prazo, isso trará grandes prejuízos, como a insatisfação do cliente e a perda de futuras indicações e fidelidade do cliente. 4. Usar apenas uma estratégia para vender:

Você deve usar técnicas personalizadas e conforme as necessidades de cada cliente. Por isso, você precisa estar atualizado sobre as tendências de como vender planos de saúde, principalmente no âmbito de marketing digital, conforme falaremos mais adiante.

5. Não se preparar para a venda:

Não se dedicar a estudar o perfil e as necessidades de seu cliente faz com que você não conheça bem o mercado e seu público alvo, gerando perda de vendas.

6. Ter medo das objeções do cliente:

Isso faz com que você se sinta incapaz de argumentar e não ofereça os serviços do plano, tenha em mente que o cliente sempre terá uma desculpa para não proceder na contratação do plano, mas que você pode utilizar as estratégias e argumentos necessários para concretizar a venda.

7. Desanimar com as primeiras negativas de cliente:

Receber “não” deve ser um estimulo para você aprimorar suas técnicas e não desistir de suas vendas. Além disso, a negativa de um cliente não significa que ele jamais contratará os serviços que você tem a oferecer. Na maioria das vezes, basta que você aguarde o momento mais oportuno.

Sistemas para corretores

O sistema multicálculo saúde é um software desenvolvido exclusivamente para corretores de plano de saúde. Atualmente, no mercado brasileiro existem diversas opções desse sistema que usa a tecnologia em prol da prestação de um serviço rápido e de qualidade.

O sistema é um facilitador da rotina de trabalho do corretor e otimiza a busca pelo plano de saúde ideal para o cliente. Além disso, esse sistema centraliza as informações mais importantes e permite que sejam comparados os planos e enviado as cotações diretamente para o cliente.

Conheça o Painel do Corretor

Nosso software é compatível com todos os dispositivos móveis, proporcionando que você tenha as cotações na palma de sua mão. Você poderá enviar suas cotações via Whatsapp ou Facebook, oportunizando que você encontre clientes em todos os lugares.

Sua cotação será facilitada para o seu cliente, pois ela estará de maneira clara, objetiva, organizada e acessível ao selecionar exatamente o que você enviará ao cliente pelas mídias sociais.

O Painel do Corretor contribuirá para fortalecer a sua marca, pois todas as cotações são enviadas com seu logo e suas principais informações. Além disso, você terá acesso as informações dos planos a nível nacional, ou seja, de diversos estados do Brasil.

Possibilitando, dessa maneira, que você seja um profissional atualizado no mercado de plano de saúde e esteja sempre um passo à frente durante suas vendas e na conquista de novos clientes.

Você economizará seu tempo e energia, bem como oferecerá a melhor cotação de plano de saúde para seu cliente. Gerando a satisfação do consumidor e uma maior rentabilidade na sua atividade profissional.

Você desfrutará ainda de um canal de comunicação conosco que funciona de maneira rápida e eficiente em caso de dúvidas, sugestões ou problemas.

Clique aqui para experimentar gratuitamente

Marketing: aprenda estratégias para atrair clientes

Para conquistar o cliente, o corretor deve compreender seus desejos e necessidades com o objetivo de criar experiências positivas para ele.

O segredo nesse processo é o relacionamento. Veja algumas dicas para fazer um marketing eficiente.

1. Antes de tudo: Marketing pessoal

Para que você tenha credibilidade com o cliente, é necessário que você trabalhe a sua imagem profissional. A maneira como se porta, o seu código de vestimenta e a linguagem que você utiliza interfere diretamente na percepção que seu cliente tem de você. Uma impressão ruim pode acabar com suas chances de venda.

Invista em um vestuário mais formal com cores sóbrias, evite roupas justas e chamativas. Não é preciso ter itens caros e de marcas famosas, mas é indispensável estar apresentável, limpo e com a roupa bem passada. Isso também vale para a higiene pessoal, como ter as unhas cortadas, barba aparada e cabelos limpos e penteados.

Sempre fuja dos erros de português, de gírias e xingamentos. Uma postura adequada passará confiança para seu cliente e reforçará sua marca no mercado.

2. Tenha um site

O corretor que é novo no mercado de plano de saúde precisa aprender a utilizar todas as ferramentas que façam com que ele seja visto, por isso, criar um site é uma maneira de ampliar a exposição de sua marca, gerar credibilidade e aumentar o alcance de suas vendas.

O espaço virtual é uma espécie de cartão de visitas, por isso deve conter as informações sobre a carreira profissional, suas vitórias, conquistas dos estágios, além dos serviços oferecidos e informações de contatos, como telefone, e-mail e redes sociais.

Certifique-se ainda que sua página na web esteja compatível com a versão mobile e que o material que você expuser em seu site seja de qualidade.

3. Produza conteúdo

Pode ser artigos, e-books, matérias, vídeos sobre o mercado de plano de saúde. Isso atrairá a atenção de potenciais clientes e reforçará sua marca, porque ao acessar informações relevantes de maneira gratuita em sua página, na hora de contratar um plano de saúde, seu nome será facilmente lembrado.

Crie um blog que esteja vinculado em seu web site e poste sempre conteúdo útil, por exemplo:

  • Tipos de plano de saúde;
  • O que é o período de carência;
  • Benefícios de plano de saúde;
  • Como é feito o reajuste do plano de saúde, etc.

Outra vantagem é que você se tornará uma autoridade no assunto perante o consumidor e a produção de conteúdo pode dar destaque ao seu site nos mecanismos de busca de maneira gratuita.

4. Divulgue seu trabalho nas mídias sociais

No Brasil, são milhões de usuários ativos que passam boa parte de seu tempo online, por isso, as redes sociais são uma ótima oportunidade para seu negócio. Cultive relacionamentos no ambiente virtual para que assim você atraia clientes, consume vendas e fortaleça sua marca.

A interação deve ser por meio de conteúdos adequados para cada rede e de acordo com o seu público-alvo. Você pode promover sorteios, responder as dúvidas e produzir posts informativos, o material de seu blog também pode ser utilizado para engajar potenciais clientes das redes sociais.

Conclusão

O mercado de planos de saúde é bastante acirrado, contudo, a carreira de corretor de seguro de saúde é bastante promissora, principalmente, pela flexibilidade e autonomia que o profissional tem, além dos altos rendimentos.

Iniciar na carreira de corretor de planos de saúde não é difícil, mas, para ter sucesso na carreira, é necessário que você inove e ofereça diferenciais que o façam se destacar dos demais concorrentes.

Manter um bom relacionamento com seus clientes, com os outros profissionais e parceiros faz parte de uma carreira de quem obterá grandes êxitos. Desenvolva habilidades de negociação e persuasão para concretizar vendas. Além das dicas deste guia, a sua carreira terá tudo para dar certo!

Clique aqui para experimentar gratuitamente

Artigos recentes

v 1.11.0
22 de julho de 2020
v 1.10.2
14 de julho de 2020
v 1.10.1
8 de julho de 2020

Blog do Corretor

Fique por dentro das principais novidades de seguradoras e operadoras do mercado de seguros. Acompanhe as tendências e dicas do Painel do Corretor!